Comentar
Publicado por Blog do Corretor

Dança das Cadeiras

Dança das Cadeiras


Na tarde desta terça-feira (11), enquanto a Amil reunia seus parceiros no Hotel Renascense, na Alameda Santos, região dos Jardins, São Paulo, para premiações e outras ações, o nosso “Passarinho” pousou outra vez na redação do Blog, trazendo uma suposta Dança das Cadeiras.



Importante enfatizar que o nosso mensageiro não apresentou provas, mas “convicções”. Está na moda.



Conforme revelou o "Passarinho”, a poderosa gerente de Underwriting da Amil, Eliana Akl, até então, responsável pelas análises médicas de empresas entrantes na Operadora, teria sido desligada no dia de ontem (10), pela alta cúpula da UnitedHealth.



A doutora Eliana Akl, segundo fontes, estava na empresa havia mais de 15 anos, 10 dos quais à frente do Underwhiting, antiga gestão de riscos.



A suposta Dança das Cadeiras indicaria uma mudança importante nos trâmites que envolvem a implantação de propostas de empresas de grande porte, cujas análises processuais ficariam agora a cargo da equipe do Rio de Janeiro e não mais de São Paulo.



Há no mercado, por parte dos titulares de Corretoras e até dos corretores, o temor de que esta suposta mudança, venha acompanhada de uma regra mais dura para aceitação de propostas acima de 500 vidas e PMEs.



Se confirmada, está aí mais uma ação que indica uma curva acentuada nas diretrizes da Opeadora que, aos poucos, implanta uma nova cultura.


Leia também

10 comentários
Comentar
REALISTA

Uma pena realmente a Dra. Eliana ter sido excluída da Amil....... Mais uma (MODERADO) da Amil..... BOICOTE JÁ......

Dr. de vendas

É impressionante como a United não entende mesmo de Brasil.Começa a concentrar a análise de vendas no Rio ,cidade falida,cheia de corrupção e com vendas baixíssimas.
Será que a Amil voltou a ser u ama empresa carioca.Sera que São Paulo deixou de ser o estado mais importante da federação?
Pelo que o passarinho me contou a Doutora andou procedendo com certo rigor nas propostas de vendas do Rio e por isso foi afastada.
Quem perdeu foi a Amil, empresa carioca de vendas fundeada em Caxias.
Quem ganhou, a empresa do mercado que contratar a Doutora visando colocar como clientes empresas com preços justos sem ter que proceder reajustes absurdos depois de um ano de contrato, repassando o risco ao cliente, fato esse,proibido pela ANS.
Amil, United!! Meus pêsames.

PESQUISADOR

Simplificando ou não o importante é colocar em prática o BOICOTE JÁ....

stenio sampaio

BASTA!!!

O PROBLEMA É SABER ESCUTAR E NÃO SEMPRE IMPOR, PRINCIPALMENTE OS CORRETORES,

O PROCESSO É SIMPLES E NÃO PRECISAM BUROCRATIZAR.

BASTA!!! VAMOS SIMPLIFICAR COM RESPONSABILIDADE.

Corretor de Guarulhos

Devemos dar um basta urgente nessa operadora , que faz o que bem entende com os corretores.
Uma empresa que só prestigia uma meia duzia de corretoras e o resto que se dane , é uma verdadeira panela , boicote já !!!!!!!!!!!!!!

PESQUISADOR

BOICOTE JÁ....

PESQUISADOR

Verdade: Se tem no mercado tantas outras opções, então: (CONTEÚDO MODERADO)....

REALISTA

Então que tal a proposta: BOICOTE JÁ........

Corretor de Guarulhos

Ainda temos:
SulAmérica , Porto , Notre Dame, Bradesco, Allianz, Ameplan , Sompo
Caixa, portanto se não quiserem vender problema deles , kkkkkkk

REALISTA

Mais uma da Amil para DIFICULTAR a vida do canal distribuidor. AONDE QUEREM CHEGAR? NO FUNDO DO POÇO?

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.